CONCRETO CONVENCIONAL

É utilizado em obras onde não há a necessidade ou tornasse inviável a utilização de equipamentos para o lançamento do concreto (bomba). Normalmente este concreto por apresentar baixa trabalhabilidade, torna-se necessário a utilização de equipamentos de vibração para sua aplicação, para um bom adensamento. A utilização de carrinhos de mão ou gruas (no caso de elevação deste concreto), sendo indicado para obras com elevado número de funcionários ou onde o acesso de equipamentos pesados é restrito. O concreto convencional, por ter baixa trabalhabilidade, requer atenção especial quanto ao adensamento para que se evite nichos de concretagens (bicheiras) que interferem diretamente na resistência e na durabilidade da estrutura. Por se tratar de lançamento manual, solicite a central dosadora da Speedmix, um volume compatível com o número de pessoas e de carrinhos de mão que estarão trabalhando na obra, para que não ultrapasse o tempo limite de lançamento do concreto.

CONCRETO BOMBEÁVEL

Concreto desenvolvido para que seja possível o seu lançamento através de equipamentos específicos (bombas), o qual possui maior teor de argamassa e maior trabalhabilidade, sendo este transportado por pressão através de tubos rígidos ou mangueiras flexíveis e descarregado diretamente ou próximos dos pontos onde deve ser aplicado. O concreto bombeável proporciona maior agilidade a obra, redução do número de pessoas envolvidas durante a concretagem e maior organização do espaço produtivo.

 

Concreto Especial

Por definição, podemos considerar como concretos especiais todos àqueles excluídos das condições citadas no item 1 e 2. Dentre os quais, podemos mencionar, concretos com diferentes slumps, com consumos cimento estabelecidos, com fator /cimento fixados, com a inserção de matérias-primas pouco convencionais, exigência de outras propriedades físicas tais como resistência a tração e módulo de deformação para determinadas condições e particularidades de estruturas, aditivos especiais, adições, etc.

 

Concreto Magro

Concreto com função de preenchimento ou proteção mecânica, com baixo consumo de cimento sem função estrutural. É utilizado correntemente como camadas de proteção, envelopamento de tubos, enchimentos de camadas, base de blocos, lastros, contra-pisos, etc.

 

Concreto Aparente

Concreto com maior teor de argamassa, geralmente com abatimento de 100 mm, apresenta baixa exsudação e excelente acabamento superficial. Pode-se incorporar a mistura a utilização de super-plastificantes para elevação do abatimento. Para um bom resultado, deve-se observar alguns cuidados: a forma deve ser composta de material regular, liso, livre de emendas, de baixa aderência, tais como formas metálicas, resinadas ou plastificadas. A vedação deve ser realizada de tal forma que iniba a fuga de argamassa da peça. A escolha de um bom desmoldante, o adensamento e a cura correta do concreto são de fundamental importância para o bom resultado da estrutura.

 

Concreto de Alto Desempenho

São concretos com resistência superiores a 45 MPa., que além da elevada resistência apresentam maior durabilidade, menor porosidade, maior impermeabilidade, maior coesão e de elevada trabalhabilidade, em função da utilização de superplastificantes. Normalmente recebe adições minerais tais como sílica ativa ou metacaulim. Estas adições minerais reagem com a cal livre (CaO) originária do processo de hidratação do cimento (formação dos cristais), transformando esta substância até então inerte e indesejável em um novo produto cimentício. As maiores vantagens de estruturas em concreto, calculadas com resistências acima de 45 MPa, é que se pode projetar prédios mais altos, reduzir as seções das estruturas, algumas vezes em até 40%, ganhando-se espaço interno, reduzindo volume de concreto, gastos com fôrmas e armaduras, aumento dos vãos, aumento da durabilidade destas estruturas e ainda alívio em fundações, etc.